Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a complexidade das falácias

a complexidade das falácias

"o que há em mim é sobretudo cansaço"*

Não me sinto preparada para entrar numa relação. O ressentimento ainda está muito à flor da pele e a insegurança, arrependimento e as saudades ainda interferem bastante nos meus dias. Contudo, estou frágil e isso é perigoso. Sei que quando se proporcionar eu vou deixar-me levar pelas situações. Não que me atire para os braços do primeiro homem que me aparecer à frente claro, mas sei que se ele for cuidadoso e selectivo nas palavras que eu me vou deixar toldar pela estupidez e ingenuidade mais facilmente que noutra altura específica. Preciso de ouvir palavras reconfortantes mas tenho medo de me voltar a apaixonar. Talvez já nem se trate de medo mas sim de cansaço. Cansaço de dar sem receber. Cansaço de conversas sem retorno, em que nunca irei ouvir as respostas que quero. Cansaço da bipolaridade masculina e do mundo complexo que os envolve. 

 

* Álvaro de Campos

2 comentários

Comentar post